Log in

(11) 4702-0422     sac@flowscience.com.br      

Engenharia de confinamento para sua segurança

Melhorando a segurança do laboratório

Com certeza, muitos se recordam de ter assistido algum desenho animado onde uma criança se caracteriza de cientista louco, um personagem típico super-herói com pouca sensação de risco, usando óculos de proteção e misturando cloro e amoníaco em beackers para obtenção de efeitos desastrosos, e muitas vezes risos dos telespectadores.

Na realidade, cientistas raramente são ingênuos sobre os riscos em seus experimentos. Eles trabalham em laboratórios onde os riscos são rigorosamente controlados e gerenciados por departamentos inteiros, dedicados à segurança e conformidade. Estabelecer boas práticas de laboratório, controles internos e padrões, reflete uma preocupação em reduzir o erro do analista.

Os laboratórios também possuem responsabilidade perante as agências reguladoras, e são responsáveis por manter os padrões de higiene industrial para garantir a saúde e segurança dos trabalhadores e da comunidade. O corpo organizacional que efetivamente cria e reforça os padrões de segurança de laboratório, é imenso e inclui o “Federal Drug Administration (FDA); Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA); E a Sociedade Americana de Engenheiros de Aquecimento, Refrigeração e Ar-Condicionado (ASHRAE), entre outros.

Muito longe de se pensar que exista qualquer ausência de preocupação com a segurança, a comunidade científica está alinhada com organizações dedicadas a garantir que o cientista louco, permaneça apenas como um personagem de desenho animado. O erro do usuário pode continuar a ser a ameaça mais iminente à segurança pessoal e responsável por 90% dos acidentes laboratoriais, mas é descabido demais acreditar que esses acidentes resultem de imprudências. A falta de treinamento de segurança, fadiga, falta de atenção e pressa são os principais culpados.

Uma das maneiras mais importantes para evitar esses tipos de acidentes laboratoriais é estar preparado, bem treinado e informado. Mas a realidade sobre prevenção é que ela assume riscos, que nem sempre podem ser eliminados. Por conseguinte, é extremamente importante estabelecer uma cultura de segurança e sistemas de gestão de riscos eficazes. O risco é a diferença entre controle e exposição. Não importa o quão bem treinado seja o analista, sua proteção é fundamental, pois não podemos eliminar todos os perigos. Só podemos controlar a exposição aos mesmos.

Se os sistemas e equipamentos eficazes de ventilação de laboratório forem uma primeira barreira de defesa dos funcionários, o equipamento de proteção individual (EPI) é a última linha de defesa de um empregado contra riscos que podem causar ferimentos graves e doenças. Luvas, mangas, gabardinas de laboratório, óculos, sapatos de segurança e respiradores são tipos comuns de EPI que os laboratórios fornecem aos funcionários. Já os riscos que estão no ar, exigem precauções de seguranças adicionais. Fumaças tóxicas e excipientes pós, utilizados em laboratórios onde o risco para a segurança dos funcionários seja o respiratório, também exigem sistemas de filtragem que direcionam o ar potencialmente contaminado para fora dos espaços de trabalho.

A equipe de engenheiros industriais da Flow Sciences, projeta estações de trabalho e Cabines de contenção que reduzem a contaminação do produto, e maximizam a proteção para os profissionais que trabalham com substâncias tóxicas e riscos incertos. Todos os produtos são suportados por nosso sofisticado e premiado processo de design com excelência em engenharia, incluindo 11 patentes do governo dos EUA. Temos trabalhado com as empresas farmacêuticas, laboratórios de pesquisa e desenvolvimento, fabricação e instalação em linhas de produção há 30 anos. Nossos projetos personalizados são soluções dinâmicas que são adaptáveis ao fluxo de trabalho de nossos clientes e necessidades específicas.

Se você trabalha com risco na contaminação do ar, podemos projetar um sistema de controle de fluxo de ar para reduzir seu risco de exposição.

A aquisição de uma cabine Flow Sciences é apenas o primeiro passo. Se você está trabalhando com soluções que criam fumaças tóxicas que exigem uma saída de exaustão, ou pós (APIs) que possam ser contidos com isoladores e luvas, podemos fabricar uma solução para seu laboratório.

Uma vez que a cabine esteja instalada no local apropriado de utilização, o próximo passo na garantia da contenção adequada é a contratação de uma empresa de certificação de terceiros para garantir que todos os sistemas estão funcionando, como projetado, em conformidade com as normas de segurança aplicáveis e assim cumprir os regulamentos relevantes. A certificação dos filtros e as taxas de fluxo de ar, o ajuste das velocidades da ventilação e alarmes, o reparo de seus sistemas quando eles não estão funcionando corretamente, entre outros parâmetros. São recursos importantes que dão o respaldo necessário aos gerentes de laboratórios que, no final, respondem pela segurança geral dos funcionários e do local de trabalho.

A Flow Sciences trabalha com uma rede nacional de empresas de certificação terceirizadas que são treinadas sobre as características operacionais específicas de nossos produtos. Eles podem efetivamente instalar e certificar sua cabine de contenção e fornecer manutenção de rotina para que todos os sistemas de laboratório permaneçam em conformidade com os padrões de segurança relevantes.

Um laboratório eficiente protege seus funcionários fornecendo equipamentos eficazes, em um ambiente seguro com o conhecimento de que os perigos não podem ser eliminados. A aquisição do equipamento apropriado é apenas o começo.

 

Log in or Sign up